Cotidiano de nossas vidas: Eu não quero ter mais “Adelismo”!

Ok, quero deixar claro logo no início que amo o George Michael e admiro demais a Adele, sério!  Mas isso não tem nada a ver com a música dos dois, tem a ver com a nossa busca incessante por fazer o máximo do possível (até o impossível) para chegar na perfeição.

Quem viu o Grammy desse ano, se deparou com Adele pedindo desculpas por ter errado o tom justamente na homenagem à Michael, mas convenhamos aqui, quando não erramos?

Continuar lendo “Cotidiano de nossas vidas: Eu não quero ter mais “Adelismo”!”