#Cotidiano de nossas vidas: Eu habito o extremo da moda

Sabe quando você acha aquela loja legal, onde você se identifica com tudo que ela lança e você ama tudo até que você brota na loja para experimentar e nada te serve? Quando digo nada, é nada e eu estou incluindo um simples cinto. Exagero? Então você não sofre o que eu sofro…habitar um lugar especialmente deslocado na moda.

Sim, eu falo dos extremos, daquele P que você acha que veste quando a verdade mesmo é que o PP é o tamanho ideal. Vamos além? GG que não cabe quando o EG seria a solução para o seu problema, entende? E eu não estou falando de ser extremamente magrinha ou extremamente gordinha, falo de dificuldade em achar roupa!

É frustrante, triste e desmotivador ao ponto de você querer (por livre e espontânea falta de opção) vestir o mesmo look para todas as ocasiões só por que as benditas lojas não olham as modelagens como algo relevante e importante de ser investido.

Olhem para a gente, por favor? Cansei e cansamos de usar tamanhos maiores que não nos valorizam ou comprar algo maior e apertar na costureira (mulher rara e quem souber de uma boa, me indique) ao ponto de fazer dois cropeds com as sobras das pernas! Socorram aquela mulher que o vestido não à representa só por que era o número que entrava nela…socorro para a tortura que é entrar num provador com 9 peças e devolver TODAS as benditas por que suas opções não te servem.

E com isso nossa estima cai, nosso humor se desfaz e nem make poderosa, nem cabelo escovado nos salva…existe um mal estar e a culpa é da modelagem maior ou menor.

Então, por mais que estampas da barbie e minnie nos alcance ou estampas de botijão e sacos de batata atinjam nosso ego e a nossa beleza, assumo o risco de virar a melhor amiga da costureira do bairro e me jogo na minha própria modelagem. Nada contra a Barbie, mas ela não me representa mais….já passei desta fase!

FotorCreated4

#euhabitooextremodamoda e assim vou tirando os brilhos que ficaram da barbie e montando uma coleção de cropeds.

Quem mais se identifica?

bjbj nani

Um comentário em “#Cotidiano de nossas vidas: Eu habito o extremo da moda

  1. Nossa imagino como deve ser triste, mas graças a Deus sempre encontrou roupas que me servem. Eu estou pensando em fazer uma lojinha para os “extremos” vejo que muitas mulheres reclamam disso, acho que seria bem legal poder ajudar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s