#Cotidiano de nossas vidas: Resgatando o pequeno príncipe em você

Povouuuuu, tudo bem com vocês? A matéria de hoje começa com a pretensão de te fazer retroceder…. Mas como assim? Prego mudança de comportamento, de vida e agora vocês pede retrocesso? Te prometo que é por uma boa causa.

Já leram o livro de Antonie de Sant-Exupery chamado “O Pequeno Príncipe”? Já leu e esqueceu…. Ou nunca leu? Não vou entrar em detalhes aqui fazendo resenha por que não é a proposta mas independente de quem leu ou não, vou destacar 6 motivos para você de alguma forma resgatar o pequeno príncipe que existe (e já morreu ou está adormecido) em você….

Nele, o autor aborda a história de um encontro comovente e fictício entre um adulto e uma criança essencialmente pura mas cheia de sabedoria…onde o “encontro” muda radicalmente a visão desse adulto…uma história de amor ao próximo, doação, entrega e crescimento interior. Os seis motivos para você resgatar o tal pequeno príncipe são:

A incessante busca por algo que te tira da zona de conforto: Explicações sobre tudo que você não concorda te move para pensamentos diferentes, te leva para lugares nunca explorados.

A observação de que seu ponto de vista pode não ser o único do mundo, nem do universo: encare o seu ponto de vista como mais um dentre tantos outros por aí e faça questão de saber o que o outro pensa, sim. Isso te fará uma pessoa mais aberta para críticas e conselhos.

O tempo é relativo e precioso, cujo momento deve ser para coisas que tragam prazer: esqueça perder tempo com algo que é ruim e te modifica negativamente. Administre ele e verá o quanto sobra de momentos para você.

img_20160331_172633.jpg

O excesso de obediência, vaidade, egoísmo e vergonha são fatores decisivos que te separam dos que gozam a vida plenamente: Não falo aqui de se rebelar contra tudo e todos mas a obediência em excesso desconstrói o ser humano, tornando ele apenas uma máquina de repetição sem sentimentos. A vaidade leva a soberba, o egoísmo à solidão e a vergonha em falta de ousadia.

O olhar contaminado de pensamentos e sentimentos ruins te impedem de ver coisas relativamente boas e que te fariam feliz: Encontre felicidade nas pequenas e grandes coisas e seja agradecido por elas, tornando a maré de sorte em constante felicidade.

Se reencontrar com a criança que você já foi te fará crescer tão rapidamente que você esquecerá o adulto pequeno que você se tornou: ria de tudo ou quase tudo, seja questionador e ache as respostas, olhe com mais amor e viva com menos preocupação… Crianças são seres desprovidos de maldade cujos olhos são regados de compaixão e amor.

Vou finalizar assim…”só as crianças sabem o que procuram”, de Antonie de Sant-Exupery!

Enquanto adulto, você tem procurado o quê?

Bjbj ♣ nani

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s